13 agosto, 2005

Quarteto Fantástico

Fui ver a mais recente adaptação de BD ao cinema. Desta vez, a famosa família de super-herois criada em 1961 por Stan Lee e Jack Kirby. Confesso que nunca pertenceram aos meus herois preferidos. O Quarteto Fantástico é a terceira adaptação que estreia este ano no cinema e em terceiro lugar fica. Bastante atrás de Sin City e Batman Begins. O filme não me entusiasmou. Um argumento desinteressante dá origem a história superficial. Cumpre com a sua função de “blockbuster” de Verão, mais pela novidade do que pela realização. Confesso que também não me desiludiu. Há piores. Tem o mérito de não se afastar muito da matriz original do comic.
Eu é continuo sem perceber porque razão a Marvel escolhe realizadores com fracos currículos para realizarem (super)produções. E se calhar um dos grandes problemas (qualitativos) das adaptações de BD ao cinema passa mesmo por aqui.
Quanto aos personagens, destaco o Tocha Humana (o mais fiel ao original) e a caracterização do Coisa, mas desculpem-me os fãs de Jessica Alba, a sua interpretação como Sue Storm (Mulher Invisível, onde é que foram buscar Rapariga Invisível?) não me convenceu. Se calhar por passar parte do filme sem a ver!!!!! Quanto ao Mr. Fantástico ou o Dr. Destino, são medianos. O filme perde muito da sua ‘força’ pela falta de profundidade dos seus personagens.
Resumindo, o Quarteto Fantástico não é nada de especial. Entretêm. Direi que se apresenta como um bom programa para uma tarde de Verão. Classifico com 7/10.

Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...