24 agosto, 2009

Séries Incompletas: Storm

Começo por esclarecer os leitores que o texto que se segue não trata da personagem mutante Tempestade (Storm em inglês) da Marvel. Trata-se antes da fantástica banda desenhada de ficção científica, criada pelo autor inglês Don Lawrance, para uma editora holandesa, sobre as aventuras de Storm, um astronauta enviado para investigar uma estranha mancha vermelha existente na superfície do planeta Júpiter, mas que ao ser apanhado no meio de uma tempestade espacial é transportado no tempo, regressando à Terra numa época distante e diferente daquela que conhecia. A civilização ruiu, os oceanos desapareceram e o planeta é agora um mundo hostil. Storm, um terrestre que se caracteriza pela sua coragem e bravura, começa então uma luta pela sobrevivência. Logo na primeira aventura conhece Carrots, uma ruiva que se tornará a sua companheira ao longo da série, e que é sem dúvida uma das ruivas mais sexy’s alguma vez desenhadas para banda desenhada.

Ao longo de 25 anos, não obstante a participação de vários argumentistas ao longo da série, todos os álbuns da colecção até ao n.º 22, foram desenhados por Don Lawrance. A série encontra-se dividida em duas partes:

The Chronicles of the Deep World
1. The Deep World (1978) (argumento de Philip 'Saul' Dunn)
2. The Last Fighter (1979) (argumento de Martin Lodewijk)
3. The People of the Desert (1979) (argumento de Dick Matena)
4. The Green Hell (1980) (argumento de Dick Matena)
5. The Battle for Earth (1980) (argumento de Dick Matena)
6. The Secret of the Nitron Rays (1981) (argumento de Dick Matena)
7. The Legend of Yggdrasil (1981) (argumento de Kelvin Gosnell)
8. City of the Damned (1982) (argumento de Kelvin Gosnell)
9. The Creeping Death (1982) (argumento de Don Lawrence)

The Chronicles of Pandarve (argumento de Martin Lodewijk)
10. The Pirates of Pandarve (1983)
11. The Labyrinth of Death (1983)
12. The Seven of Aromater (1984)
13. The Slayer of Eriban (1985)
14. The Hounds of Marduk (1985)
15. The Living Planet (1986)
16. Vandaahl the Destroyer (1987)
17. The Twisted World (1988)
18. The Robots of Farseid (1990)
19. Return of the Red Prince (1991)
20. The Von Neumann Machine (1993)
21. The Genesis Equation (1995)
22. The Armageddon Traveler (2001)
23. The Navel of the Double God (2007)
24. Marduk's Springs (2009)


“Storm” em Portugal

Quando há uns anos atrás comprei dois álbuns (ver imagem acima) de uma desconhecida editora chamada “Amigos do Livro Editores", desconhecia por completo que eram os únicos que se encontravam editados em Portugal:

1. O Mundo das Profundezas, Amigos do Livro, 1981
2. O Último Campeão, Amigos do Livro, 1981

Apesar de na altura ter ficado “pendurado” na leitura pela não publicação dos restantes álbuns, tive recentemente tive a felicidade de adquirir a colecção brasileira, em formato revista da Editora Abril Jovem, composta por dez números, que inclui a primeira parte da série e a primeira aventura da segunda parte:

Photobucket

1. Destino: o Desconhecido, Abril Jovem, 1989
2. A Última Fronteira, Abril Jovem, 1989
3. O Povo do Deserto, Abril Jovem, 1989
4. A Floresta Infernal, Abril Jovem, 1989
5. A Reconquista da Terra, Abril Jovem, 1990
6. O Segredo de Nitron, Abril Jovem, 1990
7. A lenda de Yggdrasil, Abril Jovem, 1990
8. A Cidade dos Condenados, Abril Jovem, 1990
9. Morte Lenta, Abril Jovem, 1990
10. Os Piratas de Pandarve, Abril Jovem, 1990

Assim com conhecimento de causa, só poderei falar da primeira parte, As Crónicas do Mundo das Profundezas (e desculpem-me aqui a tradução literal…). Storm no regresso a uma Terra diferente, procura respostas para tentar perceber o que aconteceu ao seu mundo e à raça humana. Assim, toda a narrativa decorre entre paisagens exóticas e civilizações perdidas, onde o primitivo se mistura com o tecnológico, onde se cruzam estranhos povos e fantásticas criaturas. Ainda que, quase sempre cada aventura corresponda a uma edição, a verdade é que assumindo uma linha narrativa contínua, o argumento revela por vezes alguma incoerência e insuficiência, mas nada que comprometa a estrutura da série.

Mas é a expressiva e magnifica arte de Don Lawrance que merece um grande destaque. Dono e senhor de um traço extremamente realista, não só no desenho de personagens mas também na concepção e captação de todo o ambiente e atmosferas de mundos perdidos, do mais bárbaro ao mais tecnológico, e na aplicação e tratamento de cores, que confere uma riqueza estética única a esta série. Foi este o factor que me chamou a atenção para esta colecção, quando há uns anos atrás comprei dois álbuns editados em Portugal e que foi agora confirmada com a leitura da edição brasileira. Don Lawrance era um artista excepcional.

Fica então aqui recuperada do esquecimento, mais uma série incompleta, que merecia bem mais que os dois álbuns por cá publicados.

8 comentários:

Bongop disse...

Desconhecia a série, mas adorei a prancha que colocaste no fim do post!
Muito bom!

refemdabd disse...

Excelente série, o desenho é fantástico e por incrivel que possa parecer, a arte nas revistas da abril é muito mais bonita de se ver. Os álbuns vinham numa colecção slip-case com mais dois álbuns de cada um dos seguintes "heróis": Danny Doodle; Johny Goodbye; Arquivos 327 (será assim, este último? não estou em casa e não posso confirmar). Excelentes.

Este Storm é realmente uma pena não ter tido uma edição completa em Português (como, arrisco, centenas de outros!).

Excelente post, parabéns.

refemdabd disse...

PS: A Carrots foi uma paixão platónica...hehehe!

verbal disse...

@refem, fiquei curioso com a outra obra de Don Lawrance "Trigan Empire". Já viste esse material?

refemdabd disse...

É engraçado, porque nem foi assim há muito tempo! Já desfolhei um álbum em casa de um conhecido. Julguei tratar-se de um Storm Louro quando o vi de soslaio. Desfolhei o álbum e deliciei-me. É muito bom à primeira vista. Procurei a colecção e "caí de cú" (desculpa-me a expressão), custa a módica quantia de 595 Euros (12 álbuns). Mas o álbum é um Sr. Álbum, tem cerca de 100 páginas e o papel parece cartolina, capa dura com uma lombada preta no que parece ser cabedal...linda. Não sei se não vou fazer um sacrifio neste Natal e ofertar-me cerca de 1000 páginas de deleite. É em Inglês.

refemdabd disse...

Procurei melhor e encontrei um site apenas do Don Lawrence, que é um mimo. Até te vais passar, se já não o viste!

http://www.donlawrence.co.uk/shop/index.php?hg=2&sg=21

Confirmam-se os 595 Euros e agrava-se pois ainda levam portes em cima. Cada livro pesa cerca de 1,5Kg...imagina o balurdio.

Abraço

Anónimo disse...

A segunda série, As crónicas de Pandarve, é ainda muito melhor que a primeira! Sobretudo, tendo sempre o mesmo argumentista (o extraordinário Martijn Lodewijk), é coerente. Passa-se num planeta distante onde as leis da Física não são iguais às habituais.

Alex disse...

Adorei a série...
Porém não consigo encontrar nem em sebos ou livrarias o nº 10 da saga.
Uma pena !! Tenho do 1 ao 9 guardado as 7 chaves !! Caso alguem tenha e queira vender: cbrale@gmail.com. Abraços.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...