30 novembro, 2009

Os 35 anos de Wolverine

Não podia deixar fechar Novembro sem fazer aqui referência ao 35º aniversário do aparecimento de Wolverine. Um mutante com um sentido animal, que se rege pelos seus próprios códigos de conduta, dotado de um factor de regeneração que lhe permite recuperar de quaisquer ferimentos e de garras retrácteis revestidas a adamantium, que resolve todos os seus problemas com a violência que achar necessária.

Criado por Len Wein e desenhado por Herb Trimpe e John Romita Sr., tecnicamente, a sua primeira apresentação, foi uma fugaz aparição na última página do comic The Increditle Hulk # 180 (publicado em Outubro de 1974), mas é no número seguinte (The Incredible Hulk # 181 de Novembro) onde se regista a sua primeira grande participação, no papel de super-agente ao serviço do governo canadiano, logo numa confrontação com o gigante Hulk. Mais tarde é integrado na nova equipa de mutantes X-Men liderados pelo professor Charles Xavier (Giant-Size X-Men # 1).

Wolverine aliás Arma-X aliás Logan aliás James Howlett tem um passado misterioso, que tem sido revelado aos poucos em várias histórias, por inúmeros autores, aos longo destes 35 anos de existência. É preciso juntar os melhores pedaços para se perceber as origens de Wolverine.

Uma das sagas mais memoráveis deste herói, intitula-se “Arma-X” (Marvel Comics Presents # 72) e foi escrita e desenhada por Barry Windsor-Smith. Aqui surge-nos um Logan, nos inícios dos anos 60, alcoólico e recentemente desmobilizado do exército, que é raptado e sujeito a uma série de drogas, testes e experiências no qual o seu esqueleto foi revestido com adamantium. Wolverine é apresentado então como a consequência de uma experiência falhada na criação de um super-soldado num projecto designado de Arma-X.
Outra importante história é aquela onde é contada a origem de Wolverine. Escrita por Paul Jenkins, Bill Jemas e Joe Quesada e desenhada por Andy Kubert e Richard Isanove, “Wolverine: Origem” (reunida num único álbum e publicada em Portugal pela Devir, Dezembro de 2004), revela que Wolverine é na verdade James Howlett, nascido no Canadá e filho de boas famílias, vítima de um drama familiar, provocado por um triângulo amoroso, cujo desfecho termina num banho de sangue, com o filho a matar o verdadeiro pai (que ele desconhece) que por sua vez tinha morto o padrasto (que ele julgava ser o seu pai) e o suicídio da mãe.

O seu papel de anti-herói contribuiu para o desenvolvimento da indústria de comics e apesar dos altos e baixos na qualidade das suas histórias não o impedem de ser actualmente uma das mais consistentes e das mais populares personagens do universo Marvel. Nas suas modestas palavras: "I’m the best there is at what I do, but what I do isn’t very nice".

5 comentários:

kitt disse...

Muitos Parabens Wolvi,eu gosto do personagem mas gosto muito menos que a uns anos atras,as varias origens dele tambem não ajudam,mas essas são 2 das melhores historias de origem dele,juntamente com o Uncanny X-men que o alia ao Cap na 2a Guerra Mundial.
Actualmente os roteiristas não tem sido amigo dele,o Loeb e a sua nova origem que o Digam.
Super-estrela de cinema e animação idolatrado por uma nova geração. :(

Gio disse...

Verbal,
Não encontro o teu endereço por isso o Wolverine vai servir de mensageiro.
Asseguraram-me que aquilo que me perguntaste já estará à venda nas lojas que mencionei e que vai estar também em destaque nos "Office pack"
um abraço

Diabba disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Bongop disse...

Mas tu tens uma lista de aniversários gigantesca!!!
LoL
Não falhas um!

Abraço

verbal disse...

Kitt, também eu já gostei bastante mais do Wolverine e também não fiquei muito convencido com a sua adaptação "a solo" ao cinema!

Obrigado Gio pela informação, mas a verdade é que não encontro em lado nenhum. De certeza que o livro foi impresso? lol

Bongop, é só assinalo aqui os aniversários redondos! ;)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...