21 fevereiro, 2010

Revista CHT

Após alguma ausência - mea culpa - retomo então a actividade neste blogue, com “obrigação” de voltar aqui a escrever com uma maior regularidade. Desta vez, vou falar de um interessante projecto, com origem aqui no país vizinho Espanha. Trata-se da revista CHT, um curioso título, que junta as iniciais de Cómic, Historietas, Tebeos e que deve a sua origem ao blogue espanhol com o mesmo nome. O seu primeiro número, oficialmente o n.º 0, que recebi esta semana pelo correio, pode ser solicitado de forma gratuita através daqui.

Introduzindo a revista, pode-se dizer que sobressai desde logo a forma cuidada como se apresenta, não só ao nível do papel utilizado, mas também pelo seu formato franco-belga e pela grande utilização de imagens. Este número exibe na capa uma magnífica ilustração (ver imagem à esquerda) da autoria de Alex Raymond, criador de Flash Gordon, para o cartaz do filme de “Captain Blood” (de 1935) protagonizado por Errol Flynn. Depois são 36 páginas dedicadas a BD, donde se destaca um extenso dossier (14 páginas) dedicadas à obra “A Mulher do Mágico” de Jerome Charyn e François Boucq, onde esta história é completamente dissecada. Acresce ainda textos sobre Antonio Hernandez Palacios e o seu “El Cid”, sobre Alex Raymond e o seu trabalho de ilustrador, excelentemente acompanhado por cerca de duas dezenas de desenhos e ainda sobre Carlos Meglia e o crossover “Superman/Tarzan” para a americana DC.

CHT 0 Alex Raymond

Ainda não li tudo por completo, até porque o meu castelhano não é dos melhores, mas digo-vos que pela amostra, a primeira impressão é extremamente positiva. É certo que me vou tornar assinante, até porque a venda só é feita por assinatura. Mais detalhes: a revista anuncia-se de periodicidade trimestral e com um total de 60 páginas. O próximo número (n.º 1) previsto para Março dá destaque a “Mort Cinder” a obra-prima de Hector Oesterheld e Alberto Breccia. Para Junho está previsto um número extra dedicado a “Príncipe Valente”. Boas leituras!

7 comentários:

DC disse...

Hmm fiquei interessado. Vi no blog deles que só se pagam os portes deste número. Podes dar-me uma ideia de quanto fica?

Bongop disse...

Verbal, diz-me... quantas páginas de BD existe na revista?
Eu gostaria de comprar um revista de BD de vez em quando (aliás já faço isso com a Heavy Metal), mas tá a parecer-me que é mais uma revista sobre BD do que outra coisa!
Tou certo ou errado?
:)

verbal disse...

Viva DC, relativamente ao n.º 0 que recebi, não paguei quaisquer portes. Apenas lhes enviei um email a manifestar o meu interesse na revista. Pelo folheto que acompanhava a revista para subscrição dos próximos números,é indicado um valor de portes de € 9 para três revistas, o que dará uma valor unitário de € 3. Abraço

Olá Bongop, estás certo! A revista é essencialmente uma revista sobre bd e não uma revista de bd. A titulo de exemplo, o artigo sobre Alex Raymond são 8 páginas só de texto e ilustrações, sem qualquer BD. A única BD publicada é uma página de Litte Nemo assinada por Craig Thompson. Abraço

Filipe Azeredo disse...

Parece ser uma excelente revista. Também já pedi o nº 0, vamos lá ver se ainda fui a tempo.
Obrigado pela divulgação.

DC disse...

Obrigado verbal. Também vou pedir um exemplar.

verbal disse...

Como já referi, fiquei muito bem impressionado com a qualidade da revista. Para quem gosta deste género de publicação, i.e., uma revista sobre bd recomendo.

refemdabd disse...

Caneco, deixa-te de desculpas e promessas, que só me deixas ficar mal!

Eu ainda não recebi a minha. Já acompanho blog do Horacio Diaz há já algum tempo. O homem é um poço de cultura bedéfila, para além de ser um bom desenhador.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...