07 setembro, 2012

Vencedores dos X Troféus Central Comics

No passado Domingo foram anunciados os vencedores dos X Troféus Central Comics. Resultado de uma votação popular, a maioria dos vencedores parecem-se escolhas óbvias e merecidas entre os nomeados. Dog Mendonça e Blankets eram imbatíveis. Pessoalmente gostaria da vitória do álbum Lance - Vol. 3 (de Manuel Caldas) na categoria Melhor Publicação Clássica, cuja qualidade de história, de desenho e de edição não é nada condizente com o resultado de 4% dos votos obtidos. Só revela que há muito trabalho de divulgação ainda por se fazer em Portugal. Surpresa diria na vitória de Animália – Paris Je t’Aime na categoria de Melhor Obra Curta batendo para mim o mais que favorito A Garagem de Kubrik. Na categoria de Melhor Arte a disputa foi mais renhida, e tanto Jorge Coelho como o Filipe Andrade seriam justos merecedores do troféu. Ganhou o Jorge. Parabéns a todos.
Fica a lista dos vencedores com a indicação da percentagem de votos obtida. Um álbum fotográfico do evento Portusaki onde decorreu entrega dos troféus pode ser visto na página do FOTOBD.

Melhor Publicação Nacional (TCCN)


Melhor Publicação Estrangeira (TCCE)
 Blankets (Devir Edições) 31,65%


Melhor Publicação Clássica (TCCC)
Corto Maltese – As Etiópicas (Edições Asa) 41,70%


Melhor Publicação Humor (TCCH)
Há Piores! (Polvo) 35,98%


Melhor Publicação Técnica (TCCT)
BDjornal #27 (Pedranocharco) 35,44%


Melhor Publicação Independente (TCCI)
Vol.8 (Bedeteca de Beja) 44,21%


Melhor Obra Curta (TCCO)
Animália – Paris Je t’Aime; Pedro Carvalho e André Oliveira (in Zona Monstra) 37,50%


Melhor Argumento (TCCArg)


Melhor Arte (TCCArt)
Jorge Coelho (É de Noite que faço as Perguntas) 25,74%

2 comentários:

Optimus Prime disse...

"Dog Mendonça e Blankets eram imbatíveis"

Quanto ao 1 concordo as vendas e tiragens sucessivas provam isso,já o 2 duvido até porque tem encalhes gigantes em todas a livrarias Fnac e Bertrand aonde tinha outro concorrentes mais vendaveis.

verbal disse...

Viva Optimus, "Blankets" em português foi uma aposta arriscada por parte da Devir conhecendo o mercado português. Agora para quem gosta de banda desenhada de qualidade, só pode aplaudir esta edição, e comparativamente com os restantes nomeados, é sem dúvida a edição do ano de 2011. Adicionalmente devo dizer que gostei muito do Águias de Roma (14,77% dos votos) e do Mattéo (5,49%), mas o meu voto recaiu em “Blankets”.Agora tem um contra que é o preço e talvez seja esse o motivo dos encalhes nos postos de venda. Mas quando vejo encalhes com a qualidade de Lance (Manuel Caldas) e Thorgal (ASA/Público) vejo que o problema é dos portugueses! Abraço

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...