27 outubro, 2012

Cyril Pedrosa

Maria José Pereira, Cyril Pedrosa e Mathieu Sapin

Na passada Quinta-feira, dei um salto até ao Institut Français du Portugal, aqui em Lisboa, onde no âmbito da programação paralela do Amadora BD, o autor Cyril Pedrosa esteve presente para uma participada apresentação do seu álbum Portugal. Apesar de quase não falar português - a Maria José, editora da ASA, desempenhou o papel de tradutora - teve uma interesante conversa sobre todo o processo de criação do álbum e das suas motivações. E em resposta a uma pergunta, revelou que a aplicação de cor não é o seu forte... o que não deixa de ser uma declaração curiosa porque no seu álbum a cor é um dos elementos que mais sobressai.
Ao seu lado esteve também Mathieu Sapin, que falou igualmente do seu trabalho e da sua ligação a Portugal, por onde vai permanecer por mais algum tempo pois está a preparar uma história cuja acção se desenrola precisamente em Lisboa. Ficam algumas fotos.





Cyril Pedrosa que vai ter um fim-de-semana em cheio no festival. Para além do lançamento do já falado Portugal (edição ASA) será igualmente lançado o muito elogiado Três Sombras (edição Polvo).


Sobre este livro...
Joaquim vive despreocupadamente no seu mundo, juntamente com os seus pais. Mas, uma noite, com o sono a demorar, apercebem-se de umas sombras que parecem estar à espera de algo, na colina em frente à casa. Surgem sob a forma de três cavaleiros e desvanecem-se assim que alguém se aproxima. Estas “coisas” estão ali por Joaquim. Terá o seu pai razão ao querer afrontar o inevitável? A partirdaqui inicia-se uma viagem singular, perigosa e comovente...
Uma obra premiada no Festival Internacional de Banda Desenhada de Angoulême (França).

Aproveitem o Amadora BD!

Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...