29 novembro, 2012

LEITURA: Operação Mar Verde

Definitivamente um dos temas mais fracturantes da nossa História - a guerra colonial - está de regresso à banda desenhada nacional. Miguel Peres e João Amaral abriram as “hostilidades” com o recente Cinzas da Revolta (edição ASA). Depois parece que o novo trabalho de Vítor Mesquita, no qual se encontra presentemente a trabalhar, também versa sobre o tema.

E finalmente chegou-me às mãos o novo álbum Operação Mar Verde (edição Caminhos Romanos) da autoria de A. Vassalo, que foi uma das minhas leituras de fim-de-semana.

O autor é um veterano de guerra e na temática da guerra, em particular da guerra colonial em banda desenhada. O blogue BDBD, numa entrevista recentemente publicada, apresenta uma pequena bibliografia, e nela encontramos publicações relacionadas. Pessoalmente lembro-me da revista Comandos ao Ataque - Mamassuma, com uma história pura e dura de enaltecimento às nossas forças especiais, que agora associo ao autor.

António Vassalo, ou Vassalo de Miranda como também assina, regressa agora com um capitulo da nossa história recente verdadeiramente fantástico. Baseada em factos verídicos, descreve uma das mais bem elaboradas e mais bem sucedida operação militar, levada a cabo pelo exercito português, durante a guerra colonial, justamente designada com o nome de código Operação Mar Verde. Esta tinha vários objectivos. Desde da destruição de lanchas-torpedeiras e instalações militares do inimigo até à libertação de 26 compatriotas nossos, que se encontravam detidos numa prisão da Guiné Conakri.

Um pequeno grupo de tropas bem treinadas. Uma operação militar secreta clandestina nunca reconhecida oficialmente. Uma invasão de um pais africano governado por um ditador. Prisioneiros de guerra esquecidos numa prisão. Herois e traidores. São os ingredientes mais que necessários para o argumento de uma boa história de guerra.

E o autor proporciona-nos, numa narrativa assumidamente descritiva e num registo sóbrio a preto e branco, uma boa leitura. Peca contudo por saber a pouco. Todo o desenvolvimento é demasiado rápido, não explorando devidamente todo o potencial que a história oferece. Os principais intervenientes directos  diluem-se na acção, destacando-se apenas a figura do Comandante Alpoim Calvão, mentor da operação. Existe o delicioso pormenor de apanhar um taxi para verificar no terreno o evoluir da operação. Mas mais que criar uma grande história em banda desenhada, retira-se a intenção do autor, sempre fiel ao seu registo de enaltecimento dos "nossos", de prestar uma justa homenagem ao exercíto português e ao Comandante Alpoim Calvão. E o objectivo, legitimo, é claramente alcançado.

E apesar de curto, deu-me um enorme prazer ler este álbum. Pelo conhecimento que trouxe. E porque sabe bem confirmar o "nobre povo e nação valente" que somos.

Operação Mar Verde
Autor: António Vassalo
Álbum único, preto e branco, capa mole
Editora: Caminhos Romanos, edição de 2012

A minha nota:

1 comentário:

Anónimo disse...

http://olx.pt/anuncio/banda-desenhada-operao-mar-verde-antnio-vassalo-de-miranda-IDykUrF.html#2b7ea5c60f

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...