03 novembro, 2013

Amadora BD 2013: Os vencedores dos PNBD

Já são conhecidos os vencedores da edição deste ano dos Prémios Nacionais de Banda Desenhada (PNBD) atribuídos pelo festival Amadora BD. Sem grande surpresas, O Baile (Kingpin Books), já vencedor dos PPBD, junta agora o prémio para Melhor Álbum Português. Recompensa merecida para a Joana Afonso porque é o seu álbum de estreia, para o Nuno Duarte porque vence na categoria de Melhor Argumento para Álbum Português e para a Kingpin Books, a editora porque vê reconhecida sua aposta em editar autores portugueses. Merecido, digo eu, é tambem o prémio para o Osvaldo Medina, na categoria de Melhor Desenho, pelo seu magnifico trabalho, para mim um dos mais bem conseguidos até à data, no álbum Roleta Nipónica. A manter-se a tradição e o Osvaldo é o autor convidado para desenhar o cartaz da edição Amadora BD 2014. Só pode vir coisa boa.
Feitas as contas e a Kingpin é a grande vencedora do ano. Vê os seus autores e os seus livros premiados. Pode-se dizer que a concorrência tambem não era muita e era quase toda "da casa", mas isso não é um problema dos que ganham, mas sim dos que organizam os PNBD.

Na categoria de Melhor Álbum Estrangeiro o vencedor foi Fun Home - Uma Tragicomédia Familiar (Contraponto), de Alison Bechdel. A concorrência era de qualidade e esta não seria a minha escolha. Rugas, de Paco Roca é para mim um dos álbuns do ano. Enorme, Brutal e Colossal 2012 (ASA), de Henrique Monteiro ganhou para Melhor Álbum de Tiras Humorísticas. E nos Clássicos da 9º Arte, Moebius, John Buscema e Stan Lee merecidamente levaram a melhor com Surfista Prateado: Parábola (Levoir/Público), um verdadeiro clássico que integrou a colecção Heróis Marvel.

O prémio para Melhor Fanzine foi para BDLP#3, coordenado por João Mascarenhas, editado pelo Grupo Extractus (Portugal) e Estúdios Olindomar (Angola). Na categoria de ilustração, o prémio de Melhor Ilustração de Livro Infantil coube a Catarina Sobral, com o álbum Achimpa (Orfeu Negro).

Os Melhores dos PNBD de 2013


Melhor Álbum Português: O Baile
Melhor Argumento para Álbum Português: Nuno Duarte (O Baile)




Melhor Desenho: Osvaldo Medina (Roleta Nipónica)




Melhor Álbum Estrangeiro: Fun Home - Uma Tragicomédia Familiar (Contraponto)




Melhor Álbum de Tiras Humoristicas: Enorme, Brutal, Colossal 2012, de Henrique Monteiro




Clássicos da 9ª Arte: Surfista Prateado - Parábola (Levoir/Público)




Melhor Fanzine: BDLP#3




Melhor Ilustração de Livro Infantil: Catarina Sobral (Achimpa)

Parabens aos vencedores!

1 comentário:

Optimus Prime disse...

E pelos vistos acertei na mouche no Classico-Moebius premiado lolo
Quanto a Fun Home acho que merece.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...