09 abril, 2006

As minhas BD preferidas #5: XIII

XIII aliás Jason Mullway aliás Jason Mac Lane aliás Jason Fly aliás Seamus O'Neil aliás Kelly Brian aliás Alan Smith aliás Jake Shelton aliás Steve Rowland aliás Ross Tanner aliás Jed Olsen aliás John Fleming aliás Hugh Mitchell aliás Karl Meredith aliás Reginald Wesson aliás "El Cascador” são as identidades de um herói, amnésico e dotado de qualidades atléticas impressionantes que o desenhador William Vance ("Blueberry") e o argumentista Jean Van Hamme ("Thorgal", "Blake e Mortimer") têm desenvolvido, de forma espectacular devo acrescentar, desde do início da sua publicação em 7 de Junho de 1984 na revista "Spirou”.

Um assassinato presidencial, uma conspiração, uma organização sinistra e um homem sem memória é o fio condutor desta banda desenhada franco-belga, que nos leva a acompanhar as longas e intrincadas diligências do herói em busca do seu passado e da sua identidade pessoal. Conhecido por XIII (treze) devido a uma tatuagem em numeração romana no pescoço, terá aparentemente pertencido a um departamento ultra-secreto de um serviço de contra-espionagem. É essa circunstância que explica a feroz perseguição de que é alvo por parte de múltiplas instâncias de poder, tanto civis como militares.

A excelente narrativa das histórias, onde segredos se escondem atrás de segredos, aliada à notável galeria de personagens que se cruzam na vida do herói, traduzem-se numa excelente obra de qualidade reconhecida, onde na sua edição original, em francês, a colecção já atingiu os 17 álbuns publicados.

“XIII” em Portugal

A editora Meribérica publicou, de forma bastante irregular, entre 1988 e 2004, um total de nove álbuns da série, sendo “Por Maria” o último título publicado. Os álbuns publicados em Portugal são os seguintes (entre parentesis o ano de publicação):

- “O Dia do Sol Negro” (1988)
- “Para Onde Vai o Índio” (1989)
- “Todas as Lágrimas do Inferno” (1990)
- “SPADS” (1997)
- “Alerta Vermelho” (1998)
- “O Dossier Jason Fly” (1999)
- “A Noite de 3 de Agosto” (2003)
- “Treze Contra Um” (2004)
- “Por Maria” (2004)

Actualmente, depois do desaparecimento da Meribérica, desconhece-se a quem pertence os direitos de publicação, pelo que se aguarda por novidades, com a esperança que esta excelente série não fique incompleta em Portugal. Para já fica feita a apresentação de uma das melhores colecções da banda desenhada franco-belga da actualidade e uma das minhas preferidas.

Sites de consulta:

- site oficial de XIII [link]
- site não-oficial de XIII [link]

2 comentários:

Ferrão disse...

Reconheço que XIII é uma série de qualidade, mas do Van Hamme sempre preferi Largo Winch e Thorgal, já para nã falar do Chninkel e Mestres Cervejeiros. Não obstante, gostei do artigo ;)

verbal disse...

Também gosto de ler “Thorgal” apesar de a considerar como uma obra mais simples e bastante menos complexa do que “XIII”. Quanto a “Chninkel” e “Mestres Cervejeiros” confesso que nunca li. Mas numa coisa estamos de acordo, Van Hamme é um excelente autor!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...