03 maio, 2009

O Sandokan inacabado de Hugo Pratt

Photobucket

Quando Alfredo Castelli, autor e estudioso de banda desenhada, revelou ter descoberto há pouco mais de um ano 64 pranchas originais de uma versão incompleta das aventuras de Sandokan desenhada por Hugo Pratt em 1971, o mundo da BD reagiu como se tivesse sido encontrado um tesouro.

Hoje, quando a primeira edição destas duas histórias inacabadas - Tigri di Mompracem e La Riconquista di Mompracem - se prepara para chegar às livrarias italianas (a versão em francês só é lançada no Outono), a expectativa é ainda maior. Sobretudo porque Castelli, que está envolvido nesta publicação com a chancela da editora italiana Rizzoli Lizard, revelou apenas a primeira das pranchas desenhadas por Pratt, o criador do indomável e romântico Corto Maltese e do pragmático Sgt. Kirk.

Basta uma pesquisa rápida na Internet para perceber que há muitos leitores de BD que esperam ansiosamente "as novas aventuras" da personagem criada pelo escritor Emilio Salgari (1862-1911) e que, na versão de Pratt, tem a sua história contada pelo guionista Mino Milani.

Segundo o El País de ontem, e a avaliar pela primeira das 64 pranchas originais - a única que Castelli acedeu a mostrar -, o aspecto do Sandokan de Pratt nada tem a ver com o da versão cinematográfica e televisiva celebrizada pelo actor indiano Kabir Bedi. Nestas duas tiras já conhecidas, o autor italiano prefere representar o príncipe malaio - um homem corajoso que se insurgia contra a tirania britânica, tinha uma namorada chamada Marianna e um amigo português - sem barba, sentado numa cadeira de vime numa pose muito semelhante às que podemos encontrar no próprio Corto Maltese.

O Sandokan de Pratt-Milani foi uma encomenda do Corriere dei Piccoli, o célebre suplemento infantil do diário italiano Corriere della Sera. Quando revelou a sua descoberta, que só pensou em publicar depois de receber autorização da Cong SA, a sociedade que detém os direitos da obra de Hugo Pratt, Castelli explicou aos jornalistas que a obra se manteve inédita porque o autor italiano não conseguiu cumprir os prazos de entrega que os editores do Corriere dei Piccoli tinham estipulado.

Johnny Depp, o actor que dá vida a Jack Sparrow, o desarmante corsário dos filmes da série Piratas das Caraíbas, disse já ter ido buscar inspiração a Sandokan para compor a sua personagem. Poderá vir a ser Depp o autor do prefácio do Sandokan de Pratt na edição francesa.

fonte: jornal Publico on-line

3 comentários:

refemdabd disse...

"Sandokan, Sandokan, em cuecas e sutien"...hehehe!!! Já está encomendado um desses livrinhos Italianos. Si, piace fare finta che ho capito Italiano!

refemdabd disse...

Se alguém as quiser vão à Rizzoli Lizard e talvez consigam a expedição para Portugal quando for publicada.

Eu tenho um contacto em Milão, pelo que vou aproveitar a amiga.

A edição Francesa será editada pela Casterman e já está assinalado como "Bientôt disponible
" por 17,10 Euros mais portes. Apressem-se pois adivinha-se como esgotada a primeira edição logo nas primeiras semanas.

verbal disse...

Acredito que a edição francesa esgote, bem como a italiana, mas o problema é mesmo ler aquelas línguas. Também verdade seja dita, que não seria a primeira vez que comprava um álbum estrangeiro e depois só via os bonecos!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...