30 setembro, 2009

O 20º Amadora BD

Realizou-se hoje a esperada apresentação pública do 20º Amadora BD. Não, não me enganei, no festival, acontece que a designação FIBDA caiu para dar agora lugar a AMADORA BD. Uma mudança não inocente, porque faz parte da nova forma de comunicação do festival, cujos efeitos imediatos podem ser vistos num novo logo (canto superior direito da imagem), que já surge no cartaz oficial, da autoria de Rui Lacas, mas que no futuro irá fazer uso das potencialidades da internet. A surpresa maior está guardada para um nova página, mas no momento em que escrevo estas linhas, o site ainda não se encontra disponível. O objectivo desta mudança, claro está, é trazer uma maior notoriedade à cidade da Amadora como capital da BD e mais público ao FIBDA, desculpem, ao AMADORA BD (ainda não me habituei...).

Em termos de exposições, no fórum Luís de Camões, destaca-se a exposição central, dividida em quatro núcleos: “Almanaque”, “Contemporaneidade Portuguesa”, “Colecção CNBDI” e “20 anos de Concursos”. Comemoram-se também os “50 anos de Asterix” e os “50 anos de carreira de Maurício de Sousa”. Outra exposição será dedicada aos vencedores dos prémios nacionais de BD de 2008. Osvaldo Medina apresentará originais de “A Fórmula da Felicidade” e de “Mucha”. Haverá exposições colectivas de autores polacos e de autores canadianos e pela primeira vez, uma exposição de Manga e Anime. Na Galeria Municipal Artur Bilal, estará uma exposição de homenagem a Vasco Granja.

Em termos de autores estrangeiros, para já estão confirmadas as presenças de Cameron Stewart (Canadá), Karl Kerschl (Canadá), Ramón Pérez (Canadá), Giorgio Fratini (Itália), C.B. Cebulski (EUA), Mauricio de Sousa (Brasil), Javier Isusi (Espanha), Yosh (Suécia), Natália Batista (Suécia), Johan de Moor (Bélgica), Emmanuel Lepage (França), Carlos Sampayo (Argentina), Oscar Zarate (Argentina), Agim Sulaj – cartoon (Albânia). Esta lista ainda encontra-se ainda em “aberto”, porque aguarda-se a confirmação de pelo menos um grande nome da BD franco-belga.

Em síntese, fica aqui apresentado o festival, sendo certo que ao longo do próximo mês de Outubro muito ainda aqui escreverei sobre este 20º Amadora BD.

2 comentários:

Miguel Semedo disse...

É que não foi só o Ricardo Tércio no Spiderman Fairy Tales.´

No Avengers Fairy Tales tivemos o João Lemos e o Nuno Plati.

E na Polónia tivemos o João Mascarenhas e o José Carlos Fernandes a ter os seus livros publicados e estão a ser completamente ignorados

verbal disse...

Caro Miguel, muitos outros autores e obras haverá que estão a ser esquecidos pelos PNBD. O texto seguinte a este fala exactamente sobre esta questão. Convido-o a juntar-se ao debate via caixa de comentários. Abraço

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...