07 julho, 2010

Primeiro álbum da Colecção Gaston


3 comentários:

Bongop disse...

Tive quase para fazer novo post com o Lagaffe pelo meio... e não era um bom post. Não tem a ver com a edição do Lagaffe, tem a ver que no dia em que saiu passei por 5 quiosque/tabacarias e nenhuma delas tinha o livro em exposição. Quando fui o buscar o meu, que tinha encomendado antecipadamente, até perguntei à menina se já tinha esgotado ou se não tinha saído... :
"- Não... tenho aqui muitos!
"- Onde??
"- Aqui debaixo...!"
E depois deu-me para ver nas outras que ficavam perto de mim e nem vê-lo! Todos refundidos!
Assim não há edição que resista...
Hoje, pelo menos naquela onde eu costumo comprar já estava visível, mas era preciso óculos para ver os livros, pois estavam mesmo lá ao fundinho do estabelecimento.
Que tristeza de gente...
>(

verbal disse...

Eu também só me lembrei de comprar porque vinha anunciado na capa do Público. Os álbuns estavam guardados. Sem duvida que para a BD se vender toda a divulgação é necessária. Abraço.

Labas disse...

Eu estou de acordo com vocês, mas atenção que quem tem de fazer a divulgação é o Público.
Todas as semanas vão para os quiosques vários livros (Público, Visão, Sábado, etc), mais as malas, os óculos, os chinelos, etc.
Os quiosques destacam é aquilo que sabem que vende e dá dinheiro, tipo revista de mexericos, as fotos do filho do Ronaldo, as revistas do Mundial, etc.
No quiosque onde costumo comprar, até ainda há albúns do Tintin, co-edição do Público, já com vários anos...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...