19 abril, 2011

A Turma da Mónica Jovem

Do universo Maurício de Sousa, a revista Turma da Mónica Jovem, lançada em Agosto de 2008, foi talvez a aposta mais audaz, que tenho visto no mundo da banda desenhada, na conquista de novos leitores.

A ideia passou pela redefinição das personagens da Turma da Mónica, fazendo-as crescer e adaptando-as aos tempos actuais. Sem apagar as características originais como que sempre as conhecemos (bem a Mónica está mais magra, o Cascão já toma banho, o Cebolinha agora é chamado de Cebola), as alterações passaram por uma nova abordagem das personagens em termos gráficos, que passam agora por ser representados por um desenho a preto e branco em estilo mangá comercial, por uma nova linguagem propositadamente mais juvenil tendo em vista o público-alvo, e por histórias simples e eficazes que abordam de forma natural os problemas da adolescência.

O que poderá eventualmente desagradar a antigos leitores da “gorducha baixinha” – a Turma da Mónica original (juntamente com o Donald, Mickey e companhia) foi leitura sempre presente na minha infância – a verdade é que poderá ser do agrado de uma nova geração de leitores. Mais que o desenho, a opção pelo género mangá visa sem dúvida cativar a atenção de um novo público consumidor cada vez mais atraído por um género que se caracteriza por uma enorme diversidade temática, onde cabem valores como a amizade, o amor, a escola, o trabalho, etc, e onde os intervenientes são personagens que se expõem com todos os seus defeitos e virtudes.

Tenho lido alguns dos mais recentes números desta nova “Mónica Jovem” e apesar de já não se enquadrar no tipo de banda desenhada que agora procuro, não posso deixar de me admirar com os resultados. As histórias representam vivências que funcionam como um espelho social e cultural da sociedade actual são uma aposta mais que ganha. Mas o grande sucesso da Turma da Monica Jovem pode ser facilmente aferido pela média de tiragem mensal (e atente-se aos números) de… 375 mil exemplares. Nem os comics americanos!

E todo o mérito pertence sem dúvida a Maurício de Sousa.

Em Portugal, as revistas da Turma da Mónica beneficiam de uma boa distribuição e são facilmente encontradas em quaisquer quiosques ou banca de jornal. Durante o mês de Abril, encontra-se em distribuição o n.º 27 da Turma da Mónica Jovem (na imagem), que publica a segunda (de três partes) do arco “O Aniversário de 15 anos da Marina”.

Na primeira parte de O Aniversário da Marina, no aniversário de 15 anos da Marina, a malta toda é convidada para a festa... Menos uma pessoa! O que desperta a raiva de uma poderosa inimiga! Ninguém imagina o que pode acontecer... - Revista nº 26 (Março de 2011).

Na segunda parte de O Aniversário da Marina, a festa de 15 anos da Marina chega ao seu ponto máximo, com a apresentação da valsa dos casais, os parabéns à aniversariante e um sensacional show de mágica! Mas a rancorosa bruxa Viviane preparou uma surpresa que vai abalar a todos! - Revista nº 27 (Abril de 2011).

Na terceira e última parte de O Aniversário da Marina, a festa de 15 anos da Marina é tomada pela feitiçaria de Viviane e a malta precisa se unir para vencer seus poderes maléficos e restabelecer a ordem natural das coisas! - Revista nº 28 (Maio de 2011).

Boas leituras!

Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...