29 junho, 2013

Os XI Troféus Central Comics

Desenho do cartaz da autoria de Carla Rodrigues

Já se encontra a decorrer a eleição para encontrar os vencedores da edição deste ano dos Troféus Central Comics. É de louvar a longevidade deste evento, de iniciativa privada, que tem sabido adaptar-se às mudanças, e chega agora à sua 11ª edição dos prémios. Trata-se de eleger as melhores obras e autores de banda desenhada publicados no ano passado em Portugal, sendo as escolhas finais feitas pelo público leitor em nove categorias: Melhor Publicação Nacional, Estrangeira, Clássica, Humor, Independente, Técnica, Melhor Arte e Argumento, e Melhor Obra Curta. Dos nomeados, resultado de uma pré-selecção feita antecipadamente por um júri convidado, destaco sobretudo uma boa diversidade e representatividade nas escolhas. Algo que considero que falhou nos recentes Prémios Profissionais de Banda Desenhada, muito por culpa dos condicionalismos impostos pelo regulamento próprio.

A votação para os IX Troféus Central Comics já está aberta ao público e decorre até ao próximo dia 11 de Julho, no boletim disponível no portal (http://www.centralcomics.com/trofeus/survey.php?uid=651c5dc1a1a617). Os vencedores são revelados a 14 Julho, no 2º dia do evento Central Comics-Con, no auditório principal do Hard Club, do Porto (no antigo Mercado da Ribeira).

Em síntese, foram nomeados os livros Diário Rasgado e o autor Marco Mendes, Han Solo e o autor Rui Lacas, O Baile e os autores Nuno Duarte e Joana Afonso, Sobrevida e o autor Carlos Pinheiro, mais a mega-antologia Mesinha de Cacebeira – Inverno, que marca o 20º aniversário desta série, donde é igualmente eleita a BD “Framed Winter” e o seu autor, João Fazenda. Foram ainda eleitos os autores António Gomes de Almeida e Zé Burnay, e as suas edições O País dos Cágados e Doom Mountain, respectivamente.

Outras obras nacionais constam nos finalistas: os álbuns Amor, de Pepedelrey; Autobiografia sem Factos, de Tó Pedro; Há Piores! 2, de Geral e Derradé; Magical Otaku #1, de Rudolfo; Sangue Violeta e outros contos, de Fernando Relvas; e as antologias Bem dita Crise!, pela Documenta; Efeméride #5, por Geraldes Lino; e Zona Desenha, pela Associação Tentáculo. E as BDs “O Desenho e Eu”, de Jorge Coelho, “Sem título”, de Filipe Abranches, “Sem título”, de João Chambel, e “Tao”, de Bruno Bispo e Victor Freucht.

Ainda em publicações nacionais, os seguintes livros técnicos foram nomeados: o catálogo 23º Amadora BD – Autobiografia, BDjornal #29, O Jogo da Glória – O Século XX malvisto pelo Desenho de Humor, e compilação do World Press Cartoon 2012; e vários álbuns humoristicos: Mutts 5 – Os nossos Mutts, O Mundo de Garfield, e Pequenos Prazeres 1.

Por último, relativamente a publicações estrangeiras, surgem a votos algumas das melhores novidades e obras clássicas, tais como Comprimidos Azuis, de Freedrik Peeters, Demolidor: Renascido, de Frank Miller e David Mazzucchelli, Fun Home: Uma Tragicomédia Familiar, de Alison Bechdel, Persépolis, de Marjane Satrapi, Portugal, de Cyrill Pedrosa, Spirou – QRN sobre Bretzelburgo, de Franquin, Três Sombras, de Cyrill Pedrosa, e Wolverine: Arma X, de Chris Claremont e Barry Windsor-Smith.

Boas Escolhas!

Lista Completa dos Nomeados:

Melhor Publicação Nacional (TCCN)

Diário Rasgado (Mundo Fantasma)
Han Solo (Polvo)
Mesinha de Cabeceira: Inverno (Chili Com Carne)
O Baile (Kingpin Books)
Sobrevida (Imprensa Canalha)

Melhor Publicação Estrangeira (TCCE)

Comprimidos Azuis (Devir)
Fun Home: Uma Tragicomédia Familiar (Contraponto)
Persépolis (Contraponto)
Portugal (Edições Asa)
Três Sombras (Polvo)

Melhor Publicação Clássica (TCCC)

Demolidor – Renascido (Levoir)
O País dos Cágados (Bertrand)
Sangue Violeta e outros contos (El Pep)
Spirou – QRN sobre Bretzelburgo (Edições Asa)
Wolverine – Arma X (Levoir)

Melhor Publicação Humor (TCCH)

Bem Dita Crise! (Documenta)
Há Piores 2 (Polvo)
Mutts 5 – Os nossos Mutts (Devir)
O Mundo de Garfield (Booktree)
Pequenos Prazeres (Contraponto)

Melhor Publicação Independente (TCCI)

Autobiografia sem Factos (TóPedro)
Doom Montain (Zé Burnay)
Efeméride #5 – Corto Maltese no Século XXI (Geraldes Lino)
Magical Otaku #1 (Ruru Comix)
Zona Desenha (Associação Tentáculo)

Melhor Publicação Técnica (TCCT)

23º Amadora BD – Autobiografia (CNBDI)
Amor (El Pep)
BDjornal #29 (Pedranocharco)
O Jogo da Glória (Quidnovi)
World Press Cartoon 2012 (WPC)

Melhor Obra Curta (TCCO)

Framed Winter, de João Fazenda (Mesinha de Cabeceira v.23)
O Desenho e Eu, de Jorge Coelho (Zona Desenha)
Sem Título, de Filipe Abranches (Mesinha de Cabeceira v.23)
Sem Título, de João Chambel (Mesinha de Cabeceira v.23)
Tao, de Bruno Bispo e Victor Freundt (Zona Nippon v1)

Melhor Argumento (TCCArg)

António Gomes de Almeida (O País dos Cágados)
João Fazenda (Mesinha de Cabeceira v.23)
Marco Mendes (Diário Rasgado)
Nuno Duarte (O Baile)
Rui Lacas (Han Solo)

Melhor Arte (TCCArt)

Carlos Pinheiro (Sobrevida)
Joana Afonso (O Baile)
Marco Mendes (Diário Rasgado)
Rui Lacas (Han Solo)
Zé Burnay (Doom Mountain)


Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...