05 julho, 2017

Sempre vamos ter uma sobrecapa para o Ronnie


Na sequência do erro surgido na lombada do primeiro volume da colecção Novela Gráfica II, e que tanto falatório gerou nas redes sociais, e pelo facto da primeira solução encontrada (do autocolantes) não ter sido bem acolhida pelos leitores (eu incluo-me neste grupo), a editora LEVOIR acaba de divulgar o seguinte:

No primeiro volume da colecção Novela Gráfica, Ronin, editado no dia 30 de Junho, por lapso o nome na lombada aparece errado como Ronnie e não Ronin. Lamentamos o sucedido e pedimos desculpa pelo erro. Encontrou-se uma primeira solução rápida que foi enviar um autocolante para colar por cima e assim foi comunicado aos leitores que entraram em contacto connosco. Após análise das diferentes opções para minorar o erro, que necessariamente levou alguns dias para consulta e acordo de todos os envolvidos, foi decidido também produzir uma sobrecapa para o referido livro. Assim sendo, os leitores têm agora duas opções:

1ª Etiqueta autocolante a ser enviada a uma morada em Portugal pelos CTT. Agradecemos enviem nome e morada para o mail: info@levoir.es

2ª Sobrecapa a ser levantada nos pontos de venda onde adquiriu o livro, mediante a apresentação do mesmo. Nesta opção o timing previsto de entrega é de 3 semanas, efectuaremos a notificação da data de disponibilidade nos pontos de venda com um novo post.

Obrigado pela compreensão.

Uma pequena nota para louvar a atitude da editora, que não fugindo às responsabilidades, resolveu o problema com a solução que melhor satisfaz. Da minha parte assunto encerrado.

3 comentários:

pco69 disse...

Muito bem. Aceitando ser o direito da editora de não fazer comentários em público, acho correcto finalmente "darem a cara" directamente.
Eu pessoalmente, prefiro o autocolante, mas reservo-me o direito de também requerer a capa se o autocolante não ser revelar inóquo.

Obrigado Nuno pela divulgação.

Eskorpiao77 disse...

Boa, a ver se acabam as dezenas de posts de ofendidos por acharem que o "ronnie" é um crime lesa bd e outros tantos dos que ficam ofendidos por haver alguém que não queira ter na estante um livro com um título errado na lombada. Por mim até é indiferente visto que já li a obra à anos. Para mim a colecção começa mesmo é na sexta com o Prado (e sem erros, espero).

JoseFreitas disse...

Nuno, creio que as pessoas (grupo no qual te incluo) não entendem os timings deste género de questões. Este erro foi detectado muito tarde, infelizmente. Mas foi preciso tempo para conciliar as posições todas. Não se esqueçam de que há muito envolvidos nesta questão: isto é uma parceria Levoir/Público, e envolve a DC, etc... Numa empresa de 2 ou 3 pessoas, as decisões são fáceis e rápidas de tomar, e é possível uma pessoa assumir 100% o ónus de escrever uma resposta. Noutras empresas maiores, há que seguir os passos e os timings. A mim parece-me que foi uma decisão rápida, tomada em menos de uma semana, e que tenta, dentro da medida do possível endereçar o problema. Mas simplesmente não era possível falar ou comprometer-se com uma resposta antes; existem responsabilidade financeiras que têm de ser assumidas por TODAS as partes da parceria, e uma coisa é comprometer-se com um autocolante, outra com uma sobrecapa.

E uma empresa não pode falar livremente sem acautelar os interesses de todos os tipos da outra, desde financeiros a legais. Por isso, na minha opinião, estes 5 dias foram bastante rápidos.

Pessoalmente, prefiro a ideia do autocolante: ter UM livro com sobrecapa e os outros sem, parece-me estranho. E depois de ter o meu exemplar em cima da mesa e na prateleira durante estes dias, creio q o autocolante é a solução que vai dar "menos nas vistas". Mas obviamente, cada um pode ter a sua preferência.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...