27 novembro, 2010

José Mendes Cabeçadas Júnior – Um Espírito Indomável

Foi uma apresentação discreta e de âmbito local marcou o regresso de José Carlos Fernandes (JCF) à Banda Desenhada. Não que JCF tenha desistido, até porque não vi qualquer anuncio nesse sentido, mas a verdade é que já lá vai algum tempo sem se publicar nada da sua autoria.

A apresentação foi do livro “José Mendes Cabeçadas Júnior – Um Espírito Indomável”, uma edição da Câmara Municipal de Loulé no âmbito das comemorações do Centenário da Republica, que versa sobre a vida de um ilustre louletano da nossa História contada por... um ilustre louletano da nossa Banda Desenhada.

José Mendes Cabeçadas Júnior (1883-1965) teve o que se pode designar de uma “vida cheia”. Nascido em Agosto de 1883, militar de carreira, tomou parte activa na Revolução de 5 de Outubro de 1910, quando assumiu o comando do cruzador Adamastor que a partir do Tejo bombardeou o Palácio das Necessidades e desembarcou tropas no Terreiro do Paço, foi deputado no Parlamento, liderou um movimento de revoltosos que pôs fim à I Republica, foi Presidente da Republica durante 17 dias, tornou-se opositor ao regime de Salazar até falecer em Junho de 1965.

JCF escreveu e Roberto Gomes desenhou. Uma dupla anteriormente anunciada para o segundo volume das Black Box Stories, mas que (até à data) não chegou a ser publicado. No entanto, o trabalho conjunto destes autores pode ser observado no conto “Um boi no telhado” (“Série Ouro - Os Clássicos da BD”, n.º 18, distribuído com o jornal “Correio da Manhã”) que aliás deu origem a um pequeno mas excelente manual de BD que aliás aqui fiz referência.










No argumento, seguida a opção pelo rigor histórico que até se impunha até porque se trata de uma obra biográfica, JCF consegue num excelente exercício de síntese, condensar em cerca de 30 páginas os factos mais relevantes que marcaram a vida venturosa de Cabeçadas Júnior. Depois coube a Roberto Gomes, dotado de um traço agradável e eficaz, no qual até encontro algumas semelhanças com o de JCF, que peca só pela ausência de emoções no rosto das personagens, ilustrar a vida desta figura da nossa História. O recurso a cores em tons de lilás e castanho sobre um fundo salmão acentua o efeito desta viagem ao passado.

O resultado final é um livro bem conseguido, de fácil compreensão, que cumpre exemplarmente com os objectivos culturais e históricos a que se propôs – dar a conhecer a vida de um “filho da terra” - e que motivaram a sua edição. No entanto a utilização de uma narrativa mais descritiva conduz a quebras no ritmo de acção, dado que muitas das vinhetas funcionam autonomamente retratando apenas situações ou acontecimentos, o que retira algum fulgor na leitura, mas compreendo que sejam consequência dos condicionalismos provocados pelo n.º de páginas ou pelo rigor histórico. O livro apresenta-se em capa mole com badanas, impresso em papel de cor salmão, numa qualidade pouco habitual em edições camarárias.


José Mendes Cabeçadas Júnior – Um Espírito Indomável
Autores: José Carlos Fernandes e Roberto Gomes
Álbum a cores, capa mole
Edição Câmara Municipal de Loulé, Setembro de 2010

A minha nota:

4 comentários:

João Amaral disse...

Ora aí está algo que desconhecia. PPelo pouco que por aqui vi, parece-me visualmente atraente. Um abraço.

letré disse...

Gostava de adquirir este livro. Por acaso tem algum contacto particular? se tivesse e me pudesse aceder, agradecia. Os meus cumprimentos.

verbal disse...

Caro letré, o contacto que fiz e que recomendo foi o telefónico para a Câmara Municipal de Loulé, Pelouro da Cultura, Eng. Luís Guerreiro. Cumprimentos

letré disse...

Muito obrigado. De qualquer forma já tinha conseguido contactar a Câmara Municipal através da Internet e hoje tive uma boa surpresa ao abrir a caixa do correio. Lá estava. Ainda dizem que todos os serviços públicos funcionam mal. Há alguns que são exemplares, nos sentido positivo. Os meus cumprimentos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...