10 outubro, 2014

As Belas Imagens... da Programação Satélite do AmadoraBD

Entre as várias notas que aqui podia dar hoje aqui conta, destaco o inicio da chamada Programação Satélite do AmadoraBD 2014.

É uma novidade no festival, que se saúda e se aplaude, a promoção de diversas iniciativas bedéfilas em Lisboa e Almada. Começam hoje dia 10.

A primeira delas, é logo às 19h, com a inauguração, no Instituto Francês de Portugal, em Lisboa, daquela que considero talvez das mais interessantes iniciativas: a exposição 25 Anos do Centro Nacional de Banda Desenhada Belga, também conhecido como Museu da BD.

Inserida na Semana da Bélgica em Portugal, a exposição pode ser visitada  até ao dia 19 de Outubro.

Aberto ao público desde 6 de Outubro de 1989, o Centro Belga de Banda Desenhada (CBBD) é, simultâneamente, cenário de grandes exposições, permanentes e temporárias, um centro de documentação e de conservação da banda desenhada e, naturalmente, a casa dos autores. Para celebrar o 25.º aniversário da sua abertura ao público e o 30.º da associação que lhe deu vida, o CBBD escolheu apresentar uma selecção de obras originais criadas especialmente pelo centro nos diferentes períodos da sua história. Portanto, é imperdivel esta exposição. A entrada é gratuita.

A partir de 14 de Outubro e até 14 de Dezembro, o AmadoraBD apresenta igualmente na FNAC Chiado, 25 Anos, 25 Autores, 25 Cartazes, uma exposição com os cartazes das suas 25 edições. É a oportunidade de ver o trabalho gráfico e cronológico da imagem do Festival, que nestes 25 anos contou com cartazes da autoria de André Carrilho, Henrique Cayatte, João Fazenda, Nuno Saraiva, António Galvão, Ludgero Rolo, José Carlos Fernandes e Ricardo Cabral, entre outros.


Também hoje, dia 10, a partir das 21h, é inaugurada, na Associação Renovar a Mouraria, a exposição A Pior Banda do Mundo, dedicada aos dois volumes deste álbum de José Carlos Fernandes, seguindo-se às 22h30, a Rebaldaria, uma jam session de Jazz que a Renovar a Mouraria realiza às sextas-feiras, quinzenalmente.

A exposição pode ser visitada até ao dia 8 de Novembro (de terça a sábado, das 20h à meia-noite) e a entrada é gratuita.

José Carlos Fernandes, autor de Banda Desenhada, natural do Algarve, foi galardoado com diversos prémios. Em 2002, o AmadoraBD elegeu o primeiro volume de “A Pior Banda do Mundo (Quiosque da Utopia) como o Melhor Álbum Português. Este álbum foi ainda distinguido como o Melhor Álbum pelo “Diário de Notícias”. Também em 2002, o “La Guía del Cómic” atribuiu ao autor o 3.º lugar no Top dos Melhores Álbuns de BD publicados a nível internacional. Entre outros prémios, José Carlos Fernandes obteve, por três vezes, o Prémio Rafael Bordalo Pinheiro, da Câmara Municipal de Lisboa (1991, 1993, 1995), os primeiros prémios nos concursos de Banda Desenhada de Matosinhos (1995) e Ourense (Espanha, 1995). Encontra-se actualmente afastado da mundo da banda desenhada, contudo podemos ainda encontrar ilustrações suas nas páginas da revista Time Out Lisboa.


Com organização da A.C.A.S.O. (Associação Cultural e Artística de uma Sociedade Original) e em parceria com o AmadoraBD e a Casa da Cerca – Centro de Arte Contemporânea de Almada, vai realizar-se a Masterclass de Bandas Desenhadas - Percursos entre Margens, com o formador Nuno Saraiva.

Dirigido a jovens entre os 15 e os 21 anos, o objectivo é a rápida construção de um livro/fanzine recorrendo à técnica da imagem/sequência sobre um diário gráfico. A construção da narrativa será realizada, nos dias 18 e 25 de Outubro e 1, 8 e 9 de Novembro, das 14h às 18h, ao longo do percurso que liga a Casa da Cerca ao AmadoraBD, que será feito a pé, de barco e de metro. O resultado será apresentado no AmadoraBD em fanzine fotocopiado, na tarde do último domingo do Festival. As inscrições são limitadas e podem ser feitas até 12 de Outubro. Mais informações através do email acaso.3@gmail.com e dos telefones 965758729 ou 962419275.

Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...