06 junho, 2018

Chegam hoje mais Novelas Gráficas

Está aí a 4ª série de novelas gráficas da Levoir mais uma vez na companhia do Público. A começar hoje e durante as próximas 12 semanas, vamos ter sempre às quarta-feiras, um conjunto de obras e autores, a maioria inéditos em Portugal e porventura até desconhecidos do leitor português à disposição. E é aqui que reside a riqueza desta colecção, a possibilidade de descoberta de novas e diferentes bandas desenhadas, que se afastam e muito daquilo que já nos habituamos na edição nacional. Claro que haverá autores, como Taniguchi (ainda no outro dia aqui falei dele), Tardi, Cosey ou Paco Roca com que já estamos, familiarizados, mas em 12 volumes haverá muitos outros por descobrir. Uma das características desta quarta série é a forte presença de uma "armada espanhola". Encontramos oriundos do pais vizinho autores como Paco Roca, Jesús Alonso Iglesias, El Torres, Hernán Migoya, Bartolomé Seguí, Alfonso Zapico e Sebastià Cabot. Como já é habitual a colecção apresenta-se em capa dura, respeitando os formatos originais de publicação (coisa que eu dispensava porque sou adepto da uniformização), com um preço de capa de € 10,90. Semanalmente darei aqui nota do lançamentos.

Títulos da Colecção Novela Gráfica IV| Autores | Data de lançamento:
  1. Os Guardiões do Louvre - Jiro Taniguchi | 6 de Junho
  2. Aqui Mesmo - Jean-Claude Forest e Tardi | 13 de Junho
  3. O Fantasma de Gaudí - Jesús Alonso Iglesias e El Torres | 20 de Junho
  4. Calipso - Cosey | 7 de Junho
  5. O Farol e O Jogo Lúgubre - Paco Roca | 4 de Julho
  6. Uma Irmã - Bastien Vivès | 11 de Julho
  7. Destemidas - Pénélope Bagieu | 18 de Julho
  8. Tatuagem - Hernán Migoya e Bartolomé Seguí, adaptação do romance de Manuel Vázquez Montalbán | 25 de Julho
  9. Gente de Dublin - Alfonso Zapico, biografia de James Joyce | 1 de Agosto
  10. O Jogador de Xadrez - David Salas | 8 de Agosto
  11. O Último Recreio - Carlos Trillo e Horacio Altuna | 15 de Agosto
  12. Novembro - Sebastià Cabot | 22 de Agosto

Algumas capas que compõem a colecção:




4 comentários:

Antonio disse...

Parece-me uma boa colecção embora não conheça com a excepção d "Os Guardiões do Louvre", nenhum dos títulos seleccionados. Tal como no ano passado, demasiada ênfase em autores espanhóis (nada contra...), alguns franco-belgas e completa ausência de autores de língua inglesa (licenciamentos elevados?..) e portuguesa. Esperemos que não haja (más) surpresas na titulagem, reprodução de cores, papeis escolhidos e formatos como aconteceu no ano passado.

Nuno Neves disse...

Li hoje Os Guardiões do Louvre e gostei bastante do livro. Excelente obra para abrir. Foi uma bela surpresa as cores de Taniguchi. Para mim o ponto negativo, e isto é uma opinião pessoal, é a adopção do sistemas de leitura japonês, da direita para a esquerda. Começa logo no prefácio. Não havia necessidade. A qualidade da obra não seria beliscada por um sentido de leitura ocidental. Dos restantes títulos muitos vão ser de descoberta. Quanto à ausência de autores portugueses, dificilmente os vejo a integrar uma colecção desta natureza.

Miguel Monteiro disse...

Também concordo com o sentido da leitura japonês não ser necessário. Eu pessoalmente, nem sequer aprecio mangás. Mas pelo que me informei teria-se que trocar a diagramação ou o que seja, pois não sou muito entendido em edição, ou então espelhar. Só que ao espelhar estragaria a obra, por isso, não sei não como poderia ser. Quem for mais entendido na matéria que explique melhor, mas acho que não foge muito do que eu expliquei.

Optimus Primal disse...

Só devo comprar 2as e já é muito.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...