18 agosto, 2017

Colecção Novela Gráfica III: Vol. 8 - Vapor


A proposta de leitiura desta semana da Colecção Novela Gráfica traz-nos o humor surrealista do artista catalão Francesc Capdevila Gisbert que assina como Max. Nome grande da banda desenhada espanhola, Max é um dos mais originais criadores de comix underground. Vapor é uma busca íntima de um autor inquieto com a realidade profunda da natureza humana. Nas palavras do seu autor, Vapor, “É uma metáfora do que se passa com o mundo. Agora já não lhes chamamos tentações, mas sim distracções, e todos as temos.”

Nicodemo, aturdido pela estupidez do mundo e pela banalidade do grande circo em que tudo se converteu, retira-se para o deserto qual moderno anacoreta em busca da tranquilidade necessária para se reencontrar. Mas, nem no mais remoto recanto do deserto se livrará das distracções do mundo contemporâneo. Seco e intratável, são adjectivos que o próprio Max utilizou para referir-se tanto ao estilo do desenho de Vapor como ao carácter do seu protagonista.

VAPOR
Um eremita exilado num estranho deserto bastante frequentado, enfrenta a tentação sobre as mais diversas formas, numa história surrealista, entre o minimalismo e o género fantástico, marcada por um humor delirante.

Ficha técnica:
Vapor
Colecção Novela Gráfica (3ª série) - Volume 8
Desenho e argumento de Max
Capa dura, formato 170x257 mm, 120 páginas, p/b.
PVP: € 9,99
Editora LEVOIR, Agosto de 2017


4 comentários:

Antonio disse...

Apenas um conselho: COMPREM ESTA OBRA. Apesar do formatinho e papel de pouca gramagem vale a pena ter esta que é a !º obra de Max em português. O autor este esteve presente por cá há alguns anos numa Amadora BD e, sem presença editorial no mercado nacional, é claro que passou ao lado de quase todos...
A quem puder e quiser, aconselho a adquirirem a sua obra em Espanha (ou pela Amazon ES), ou nas versões em inglês.

Ana Rita Diniz disse...

Nuno, sabes quando é que a sobrecapa do Ronin vai estar pronta? É que eles disseram 3 semanas e já passaram 8...

Nuno Neves disse...

Viva António! Lembro-me de ver o Max perdido no festival justamente pela ausência dos seus livros em português. Trouxe o meu livro para o ler agora nas férias

Nuno Neves disse...

Olá Ana! Mesmo a propósito hoje passei na papelaria onde tenho as minhas reservas e já lá estava a minha sobrecapa. Não sei como é que fizeste para reservar mas ou passas no teu ponto habitual de compra ou então fala com a editora.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...