25 outubro, 2019

30º Amadora BD: Os nomeados aos PNBD

É já neste primeiro fim-de-semana do AMADORA BD que acontece a entrega dos Prémios Nacionais de Banda Desenhada, vulgo PNBD. É (mais) uma das melhorias introduzidas pela nova direcção do festival. Faz todo o sentido que os prémios sejam anunciados logo no início do evento e que os vencedores (e restantes nomeados, porque não) possam beneficiar (e aproveitar) de todo o reconhecimento que os PNBD proporcionam durante todo o tempo do festival. É nisto que se realizam os prémios.

O que (ainda) não mudou foi o anúncio dos nomeados praticamente 24 horas da cerimónia de entrega. Nada justifica que não tenham sido anunciados com bastante antecedência, à semelhança do que acontece com praticamente em todo o lado. Nota negativa aqui.

Assim, acontecendo a entrega dos prémios amanha, foram anunciados hoje nas redes sociais, os nomeados nas diferentes categorias. E aqui também houve alterações. O número de categorias a concurso foi reduzido e passou de 11 para 7. A BD continua a destacar-se com 5 categorias às quais se somam 2 respeitantes à Ilustração.

Sem mais demoras, são estes os nomeados aos Prémios Nacionais de Banda Desenhada’ 2019:

Melhor obra de autor português


“Entre cegos e invisiveis”, de André Diniz, ed. Polvo
“Filhos do rato”, de Luis Zhing e Fábio Veras, ed. Comic Heart e G-Floy
“Futuroscópio”, de Miguel Montenegro, ed. Arcádia
“Mar de Aral”, de José Carlos Fernandes e Roberto Gomes, ed. Comic Heart e G-Floy
“O outro lado de Z”, de Nuno Duate e Mosi, ed. KingPin Books


Melhor argumento de autor português


André Diniz em “Entre cegos e invisíveis”, ed. Polvo
Arlindo Fagundes em “O colega de Sevilha, uma aventura de Pitanga”, ed. Arcádia
José Carlos Fernandes em “Mar de Aral”, ed. Comic Heart e G-Floy
Miguel Montenegro em “Futuroscópio”, ed. Arcádia
Nuno Duarte em “O outro lado de Z”, ed. KingPin Books


Melhor desenho de autor português


Alberto Varanda em “Morte Viva”, ed. Ala dos Livros
Fábio Veras em “Filhos do rato”, ed. Comic Heart e G-Floy
Luis Louro em “Watchers”, ed. ASA
Mosi em “O outro lado de Z”, ed. KingPin Books
Rita Alfaiate em “Tangerina”, ed. Escorpião Azul


Melhor obra de BD Clássica


“A Febre de Urbicanda”, de Schiten e Peetrs, Ed. Levoir
“Akira”, de Katsuhiro Otomo, JBC Portugal
“Batman 7, Black & White”, antologia de vários autores, ed. Levoir
“Marcha para a Morte”, de Shigeru Mizuki, ed. Devir
“O Boneco Rebelde”, de Sérgio Luiz e Güy Manuel, Ed. Município de Leiria


Melhor ilustrador português de livro infantil


Bernardo P. Carvalho com “Plasticus Maritimus “, ed. Tangerina
Joana Estrela com “Aqui é um bom lugar” ed. Planeta Tangerina
Mariana Rio com “Vamos descobrir a Biblioteca Nacional” ed. Pato Lógico/INCM
Pedro Burgos com “Diário de Samuel Z”, ed. Pato Lógico
Yara Kono com “Telefone sem fio”, ed. Planeta Tangerina


Melhor ilustrador estrangeiro de livro infantil


Akiko Miyakoshi com “Regresso a casa”, ed. Orfeu Negro
Andrea Antinori com “A canção do jardineiro louco” ed. Bruaá
JiHyeon Lee com “A Piscina”, ed. Orfeu Negro
Andriy Lesiv com “Alto, Baixo, num sussurro” ed. Orfeu Negro
Joan Negrescolor com “Eu, Alfonsina”, ed. Orfeu Negro


Só uma nota final sobre as nomeações para dizer que acho incompreensivel a não nomeação de «Watchers» de Luis Louro nas categorias de «Melhor obra» e «Melhor argumento». Poderia ser aqui uma questão de opinião pessoal, embora ache que não estou isolado, mas pegando na votação promovida pela FNAC, que decorre aqui até ao próximo dia 30, para os novos «Prémios do Público», onde qualquer pessoa pode escolher os seus álbuns preferidos, o «Watchers» lidera, a esta hora, destacadissimo.  E mesmo que não ganhe, não deixará de estar sem dúvida no top 3 das preferências do público. Confesso que não compreendo a sua ausência entre os nomeados nos PNBD. Não vai deixar de ser engraçado depois confrontar as "escolhas do júri" do Amadora BD  com as "escolhas do público".


Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...